5.2.07

À noite




O fogo sai da lareira.
abandonado pelo frio
o corpo agasalha-se no calor.

Ana maria costa
04 de fevereiro de 2007



gravura de Bernardo Cid

8 comentários:

De Amor e de Terra disse...

Olá Menina!
Há muito tempo que não sei nada de si.
Mas quanto ao Blog, vejo que tem melhorado cada vez mais, parabéns!
Tem imagens muito belas e a sua poesia vai de vento em popa.
Voltarei.

Um beijo da
Maria Mamede

Bosco Sobreira disse...

Minha querida Ana,
Cada dia mais senhora de sua poética,
mais senhora da beleza.
Beijos afetuosos.

Alves Bento Belisário disse...

Somos sempre um corpo abandonados no frio do fogo...

herético disse...

corpo em chamas, dir-se-ia...

Vera Carvalho disse...

Humm, nada poderia soar melhor que estas palavras,aguentando o nosso Inverno...
Beijinhos

diovvani mendonça disse...

E você amiga, parece-me que sempre está, muito bem agazalhada - é de poesia. MontanhosoAbraço.

E.T.:
Estranho, meu yahoo está totalmente parado. se preferir, pode incluir na lista com o diovvani@gmail.com - muito obrigado pela atenção.

Mikas disse...

Gosto sempre de passar por aqui... das me calma e harmonia

auréllio disse...

e esquenta gente que precisa de carinho..e um pouco de atenção...belo texto,..e até mais...

Minho actual tv