21.11.08

२० दे Novembro

बल्लेत्रिक्स- फोटोग्रफिया तीनो Costa

Não sei dançar castanholas como Carmen
Nem pintar sua segurança num quadro de uma sala
cheia de homens de cigarro na boca e fatos de gala.
Só contemplo a sua segurança disfarçada numa medalha que reluz num fio, no peito das noites
que pousam nas suas pernas de rede.
Sua mãe, minha mãe também por herança passou sentimentos.
Sabes, fruo homens a apalpar o meu nome na palma da minha mão.
Enquanto tu tocas o escândalo numa viola. Eles, contrabandistas burlam a minha sina
que profere que sei dançar com palavras em cima da poesia a bater vírgulas.

Ana Maria Costa
20 Novembro 2008

3 comentários:

Grupo Casarão de Poesia disse...

Belas Imagens!

Lindo espaço... o movimento aqui canta!

Abraços poéticos!

Amaral disse...

Dançar ou pintar ou escrever será apenas para os dotados?...
Ouço o som da viola e aquieto-me.
Leio os teus poemas e sinto que sabes "dançar com palavras" como ninguém...
É fácil, mesmo para um leigo, verificar que sim...

Mulher na Janela disse...

gosto dedançar com suas palavras, miga!

saudades...

beijos!

Iara

Minho actual tv