12.9.08

Duas mulheres * Dois sentires


Pintura: A mother's love por Pino


Tatoo

I

timbre
miragem
marca eterna
luz medieval
selo d'alma
entranha
pele

Tu


Eliana Mora

II


Ele

voz nova

meia cor, marcou

perto do coração, a pele.

Ana Maria Costa

III

ele/reflexo

voz nova/o mundo/
meia cor, marcou/risco miúdo:
perto do coração, a pele/na boca, a flor.
Ana Maria Costa /Eliana Mora

IV

Ele: reflexo, rio _ e dor

voz nova/o mundo/momentos/e ritos
meia cor, marcou/
risco miúdo: vazia dor/no ventre
perto do coração, a pele/
na boca, a flor. Cresce-me./Adormeço.

Ana Maria Costa /Eliana Mora/Ana Maria Costa /Eliana Mora 

V

Ana Maria Costa diz: El, dói escrever.
Eliana Mora diz: Ana// eu sei//meu coração apertou, aqui…

2 comentários:

minor.qi disse...

Vem conhecer mais um espaço online que se dedica a aprofundar a vida, com palavras, sons e imagens.

http://superficieprofunda.blogspot.com

Deixa a tua ideia!

Muito obrigado pela atenção!

minor.qi

Ipsi Literis disse...

Cheguei aqui por acaso, saltando de blog em blgos. Estou abismado com a beleza desses poemas (ou 'poemetos') que, embora pequenos, contêm enorme lirismo e significado filosófico. Isso sem falar no 'concreto' que há neles, onde, além das palavras bem utilizadas (nos sutis jogos), há a questão do formato que traduz equilíbrio, quando, em verdade, os versos deixam o leitor em certo 'desconserto'. Adorei o blog e virei ler mais. Um abraço!

Minho actual tv