13.10.07

Sob a epígrafe de Francisco Coimbra

"rio-me dos que levam a Poesia muito a sério,

rio-me sem fazer barulho...

Francisco Coimbra "



Quando choro a poesia, despejo-a de mim
para o silêncio.
Mas o peito limpo das águas
é como uma pedra vazia
que flutua na minha alma.


Ana Maria Costa
12 de Outubro de 2007

8 comentários:

Amaral disse...

Muito bonita a tua poesia, simples e límpida como a água pura de um riacho...

jorge vicente disse...

está um grande poema, grande amiga

fantástico

besos
jorge

João Filipe Ferreira disse...

lindo:)
gostei:)

participe em www.luso-poemas.net, vai adorar aquele cantinho:)

Bichodeconta disse...

COMO A ÁGUA CRISTALONA DE UMA FONTE, BROTAM PALAVRAS DE TI.. PARABÉNS, UM ABRAÇO, ELL

Helder Ribau disse...

espetacular... gosto da tua forma de escrever... gosto do teu blog :)

J.T.Parreira disse...

Ana, não gostei de ler «rio-me dos que levam a poesia muito a sério», não sei quem é Francisco Coimbra, mas a Poesia é sangue e respiração, é vida. O trabalho em poesia é doloroso, e tu sabes bem que é, mas para o tal FC, não sei como será, não pode é dizer que se ri dos que levam o trabalho a sério.
Desculpa o desabafo, claro que não é para ti, que és Poeta com maiúscula... e a prova está no poema com que respondes(?) à infeliz citação...
Um beijo
João

ana maria costa disse...

Pai João, o Francisco Coimbra é, para mim, um dos melhores manobrador da palavra que conheço. Sem querer ofender seja quem for porque todos têm o seu estilo.
Pecebendo agora o teu ponto de vista: Da maneira que estão colocados os dois versos soltos ocultados do restante poema cai-se numa interpretação que pode, no meu ponto de vista, ser injusta.
Irei remediar esta situação colocando o poema inteiro do FC.

Tinha saudades tuas e gostaria de te conhecer no dia do lançamento do meu primeiro livro de poesia que vai sair em Dezembro. Mais tade, anunciarei o sítio e a hora. Sabias que entrei para a Faculdade de Letras do Porto? Sou caloira e frequênto o curso de ciências da linguagem!
Estou feliz!

Obrigada querido Poeta da luz.

jinhos

david santos disse...

É verdade, a poesia não é coisa que se leve a sério.
Boa recordação, amiga, Ana Maria!
Parabéns e tem um bom fim-de-semana.

Minho actual tv