13.9.07

Pensamentos do momentos III

gravura

I

Sons da natureza

O murmúrio
do rio pincha
nas pedras.

II

Incolor

No orvalho
a cor alarga-se
na água.

Ana Mª Costa

6 comentários:

jorge vicente disse...

maravilhoso haikai, amiga

um abraço
jorge

jorge vicente disse...

tenho um desafio para ti no meu blog

um abraço
jorge

MiguelGomes disse...

Alarga-se e confunde-se com a água...

Fica bem,
Miguel

Mustafa Şenalp disse...

Your blog is very nice:)

Crítica&denúncia disse...

Os quadros são de quem? Fico a me indagar. Mas os poemas são visivelmente o teu retrato. Venho aqui seguido te ler. Abraço, Alda Inacio

Zénite disse...

Ana Maria,

Haikai, ou a suprema arte de atingir o cume do Olimpo
sem passar pelos aclives.

Ambos sublimes!

Água, pedra e murmúrios
sobre a essência do tangível.
fogo e orvalho vermelhos jorrando
sobre a indócil claridade da tarde
num sabor a brisa e a equinócio.


[de murmúrios e aromas se faz o poema]


Bj.

Minho actual tv