7.7.07

José Félix

Sábado, Maio 12, 2007
"[...]a pele flutua sob o pano da água[...]"
ana maria costa

do vazio
a questão de pormenor
tem a importância
do fruto único da árvore

pende beleza tamanha
no espanto
do olhar limpo
de admiração oculta

húmida, útil sob a água
lúcida
o rosto é a escrita na lombada

do tempo; quase teia transparente
tecida com esmero pela aranha
na paciência da folhagem cálida.


José Félix in fácil é o movimento das folhas

4 comentários:

Luisa disse...

Já há tanto tempo que não vinha aqui. Encontrei um belo poema cheio de frescura.

José Félix disse...

ana

obrigado por teres colocado o meu poema aqui. a epígrafe é que é a força.

bjs

Zénite disse...

Lucilante urdidura sobre a pele – pétalas ou folhas - que flutuam e respiram, macias, à flor da água.

Gostei.

jorge vicente disse...

a epígrafe e os poemas são geniais

um beijo aos dois
jorge

Minho actual tv