27.3.07

Êxodo

Saem sementes do rosto do asfalto
a caminho dos campos.
No colo, as lágrimas olham, para trás.


Ana maria costa

26 de Março de 2007

3 comentários:

FC disse...

Uma sobreposição intensa de imagens nas palavras e um quadro cheio de perspectiva para olhar - ouvindo bela e suave música! Bjs

sandra camurça disse...

Belíssima poesia, Ana Maria!

Bosco Sobreira disse...

Minha querida Ana,
Mais um poema que emociona pela beleza.
Beijos, querida poeta!

Minho actual tv