16.12.06

Dedicado à Monica Correia

fotografia de Jorge Coimbra


A Mónica é um jardim de flores que ama palavras.

As sementes amadurecidas espalham das mãos de vento

sopros de ouro ou letras em metal.

Para o colo do sol salta o luar quando abre a sua janela

e senta-se no parapeito dos sentimentos

com as palavras que a noite acende.

No som do violino que toca da sua poesia

o beijo sai dos lábios nas madrugadas livres

e voa verbo das flores do seu jardim.



Ana Mª Costa

7 comentários:

alice disse...

um beijinho para a mónica que merece esta bonita dedicatória *

herético disse...

gosto das cores quentes do teu poema.

Presença disse...

Olá Ana,

Agradeço a sua visita ao meu cantinho e retribuo a presença.
Tentei comentar o seu ultimo texto, mas não consegui.

Palavras que inspiram um novo dia...

Um abraço
Presença

{{coral}} disse...

Olá Ana,
Obrigado pelas palavras deixadas no meu cantinho.
Para ti um Santo Natal, e que 2007 nos encha de luz.

Beijo
{{coral}}

Ela disse...

Ana agradeço as palavras lançadas no meu espaço.

Que o verbo nos acompanhe sempre.

Um beijinho.

Voltarei mais vezes.

Amaral disse...

Que nesta quadra, especial para muitos, a Luz da esperança e da compreensão faça de nós pessoas mais conscientes e amantes da Vida!
Feliz Natal!

alice disse...

querida ana maria. não sei porquê que não é possível comentar os teus posts acima. e gostava que aqui ficasse registado o meu desejo sincero de que tenhas, junto dos teus familiares e amigos mais queridos, um santo e feliz natal. beijinho muito grande ;)*

Minho actual tv