27.6.07

Iara Maria

Desenlace

quando supurou a mágoa
e o coração parou

era tarde demais
pra clarear letreiros
abrir novas vagas
avaliar pretendentes

a alma já estava tétrica

e distante uivou um lobo.

IARA MARIA

fotografia de Pedro Castro (1000imagens)


4 comentários:

Amaral disse...

Simples e enigmático.
Uma alma tétrica nada pode oferecer de positivo...
Mas nunca é tarde demais para coisa nenhuma...
... e no interior da Iara muitos poemas alegres poderão tomar forma...

Charlie disse...

Não me cansas de espantar com o teu especial e refinado gosto, Ana.

Carlos Luanda

Moacy Cirne disse...

Oi, Iara é uma bela poeta do nosso Seridó norte-rio-grandense. Como bela foi a sua escolha. Um beijo.

Iara Maria disse...

Linda Ana...
fico-lhe muito grata pela publicação do meu poema.
Saiba, minha linha, que o carinho e a admiração são recíprocos!
Te adoro!

Jinhos...

Minho actual tv